Placa de Interface dos Pinballs Taito - Dicas Gerais

Em 30/07/2006

ATENÇÃO: Não me responsabilizo por qualquer dano causado a sua máquina ou a você por tentar os consertos contidos aqui. Faça a manutenção por sua conta e risco.

Qualquer foto desta página pode ser ampliada, bastando clicar na imagem.


Nas fotos acima, a Interface pode ser vista de frente e de costas e também os seus conectores.

Não pretendo aqui neste momento explicar o funcionamento completo da interface. Isso será feito em outro tutorial. Hoje passarei apenas algumas dicas básicas para nos assegurarmos que pelo menos a máquina estará iniciando antes de passarmos para o próximo tutorial.

DICAS

- Examine todos os conectores. Geralmente estão escuros e isto significa mau-contato. Com uma lixa 150 para madeira lixe todos eles até ficarem brilhando. Não esqueça de lixar também os terminais da parte de tras da placa. Uma Dremel também pode ser usada, mas vá com calma para não danificar os conectores.

Algum tempo atrás, comentei sobre esse assunto com alguns amigos e o Newton Pessoa fez a seguinte observação: "Pelo que eu vi, os conectores Molex são tratados eletroquímicamente e são de aço com uma pequena película de estanho. Não confundir com o processo de estanhagem a quente, feito por siderúrgicas. Quando você lixa, tira esta película...". A sugestão dele para limpeza seria o polidor de metais "KAOL".

Denis Figueiredo também comentou o assunto: "Esse estanho que recobre os conectores quando fica muito velho se torna um óxido não reduzido, e óxido de estanho é um resistor de primeira, a melhor solução para limpeza seria liquido de sais de prata (do tipo que se usa para polir prataria). Na realidade formando um nova pelicula de prata reduzindo o óxido, e
formando uma liga estanho-prata.
"

- De uma examinada em todos os transistores da placa. Geralmente os terminais se quebram com o manuseio da placa.

- Com um multimetro, teste todos os diodos e transistores. Neste caso o teste pode ser feito sem a necessidade de retirar o componente da placa. Observe na foto abaixo a posição deles.


Não vou entrar em detalhes sobre o funcionamento desses componentes, apenas como testá-los:

Diodos: são testados colocando-se as pontas de prova em cada um dos terminais. Note que existe uma pequena marca, uma faixa, próximo a um dos lados. Este terminal seria o negativo (catodo) do diodo. Com o multímetro na escala de teste de semicondutores, com a ponta preta no terminal catodo e a ponta vermelha no outro lado (o anodo), num diodo em perfeito estado, você terá uma leitura geralmente entre 0.500 e 0.700, variando de acordo com o tipo do diodo. Invertendo-se as pontas de prova, teremos uma medida muito alta e alguns multímetros simplesmente mostram OL (overload). Veja as fotos abaixo.


Uma medida de 0.000 significa um diodo em curto e a medida OL com a ponta de prova nas duas posições, ou seja, ponta de prova vermelha na direita e preta na esquerda e vice-versa, querem dizer um diodo "aberto".

Transistores: Existem centenas de tipos de transistores diferentes, mas especificamente estes da Interface Taito, podem ser testados como se fossem diodos. Imagine estes transistores como sendo 2 diodos com um terminal comum entre eles. Veja a figura abaixo:


Como indicado acima, os transistores BC327, TIP42 e BD138 são PNP. Isso quer dizer que os terminais são Positivo-Negativo-Positivo. O teste é feito colocando-se a ponta de prova negativa na base (B) e tocando com a positiva no coletor (C). Como no teste do diodo, o multimetro marcará em torno de 0.600. Logo após, mantendo a ponta negativa na base e com a ponta positiva no emissor (E) também leremos algo em torno do 0.600. Uma leitura 0.000 em qualquer dos casos indica que o transistor está em curto. Um valor muito alto ou OL significam um transistor "aberto". Na figura abaixo temos a pinagem de cada um dos transistores usados na Interface. 


Note que apesar do BC549 ser fisicamente parecido e ter a mesma pinagem do BC327 ele é testado de maneira diferente por ser um transistor NPN (Negativo-Positivo-Negativo): Ponta positiva na base e negativa no emisor ou coletor.

- Verifique o capacitor de 0,47uF que fica no canto superior esquerdo, embaixo dos resistores. Este capacitor faz parte do circuito de varredura e sem ele a interface não funciona. Com um multímetro com frequencímetro verifique se existe aproximadamente 2.4khz no terminais dele.

- Verifique se tem 24 volts entre o terra e o positivo do capacitor eletrolitico que fica na linha 4 a direita na placa interface - Deve haver 2 diodos em série logo abaixo. Verifique se há 18 volts entre o positivo do capacitor e o anodo do diodo mais a esquerda. Se não houver, você não tem leitura de contatos.

- Verifique se há o fio terra soldado ao barramento de terra da interface. Se não tiver, solde um fio flexível razoavelmente grosso com cerca de 15cm no terra a esquerda da placa. Este fio será ligado a um conector que sobe direto da fonte box.

- Displays com segmentos faltando geralmente querem dizer um defeito no próprio display, mas não custa verificar os transistores responsáveis por eles. São os catorze BD138 que ficam à esquerda da Interface. Como eu disse acima, as vezes os terminais quebram.

- Alguns contatos não funcionando podem querer dizer BC327 defeituosos ou com terminais quebrados.

Por hoje é só.  Dúvidas, sugestões, críticas ou correções, deixe um comentário no espaço abaixo.



Voltar - Home


Comente



COMENTÁRIOS DESABILITADOS NO MOMENTO! RETORNAM EM BREVE
É expressamente proibido a reprodução total ou parcial deste texto sem a minha devida autorização por escrito.