Gravando o Multicore



Em 15 de Fevereiro de 2017

Os bitstreams (os arquivos que são para o Multicore) estão disponíveis nas versões ".SOF" para programação em soft-mode, onde a programação do FPGA é perdida quando a fonte de alimentação é desligada e ".JIC" para a programação da memória flash da placa. Uma vez programada a flash, a placa pode ser iniciada sem o cabo programador conectado, com o último .JIC programado. O uso de um .SOF não apaga o .JIC da placa, sendo ideal para experimentar outras plataformas sem precisa reprogramar a flash todas as vezes.

Alguns núcleos tem saída de vídeo em HDMI ou VGA. Note que é preciso programar a versão de sua preferência na placa, já que não é possível utilizar as duas saídas de vídeo ao mesmo tempo por limitações do hardware. Então, um núcleo que esteja indicado "VGA" somente tem saída no conector HD15 da placa, enquanto o núcleo "HDMI" só tem saída no conector de HDMI.

Para gravação dos núcleos é necessário ter instalado uma das ferramentas de programação da Altera e um gravador USBBlaster.


O Quartus Stand-Alone Programmer é o mais comum e ideal para a maioria dos usuários. Ele é pequeno e tem versões para Windows e Linux que estão estão disponíveis no link abaixo
Baixe o Quartus Stand-Alone Programmer

A versão completa do Quartus II, também poderá ser usada, mas o arquivo para instalação é substancialmente maior.
Baixe o Quartus II.

Note que no caso do Quartus deve-se utilizar no máximo até versão 13.1, última com suporte a família Cyclone IV, na qual se baseia o Multicore.

O amigo Mauro Passarinho fez uma passo-a-passo em vídeo mostrando a instalação do driver do USB Blaster no Windows 10. É provavel que sirva também em outras versões do Windows, caso o sistema não identifique automaticamente o driver. (Clique na imagem abaixo para ver o video)



Baixe aqui sugestões de etiquetas para cartões SD. (Autor: Mauro Passarinho)

Usando o Quartus II

A gravação no Quartus pode ser feita a partir do Menu "Tools", opção "Programmer", ou pelo atalho do quarto ícone, indicado com o círculo vermelho na imagem abaixo.


Na nova janela, na primeira vez que for utilizada, é necessário escolher o cabo USBBlaster, clicando no botão "Hardware Setup".


Com o cabo já selecionado você pode escolher um arquivo SOF ou JIC.


O arquivo SOF é gravado na RAM do FPGA e seu conteúdo é perdido quando a fonte for desligada. Este arquivo é ideal para realizar testes com novos cores, já que o conteúdo da flash não é apagado.


O arquivo JIC é gravado em flash, então é ideal para manter o núcleo que é mais utilizado, dispensando regravações já que o FPGA sempre é inicializado com ele. Note que ao contrário do SOF, aqui a fonte precisa ser desligada e religada após a gravação para que o FPGA possa realizar a inicialização a partir da flash já com o conteúdo novo.



É expressamente proibido a reprodução total ou parcial deste texto sem a minha devida autorização por escrito.